Lookinhos mágicos pro Carnaval!

O Carnaval tá chegando!

Eu não sou a pessoa mais carnavalesca do mundo mas confesso que ter a possibilidade de sair por aí fantasiada sem receber julgamentos é extremamente tentador. Tanto é que hoje, 29 de janeiro (lembrando que o carnaval acontecerá em março) eu iniciei a produção da minha fantasia \o/, o que me deixou animada o suficiente pra fazer esse post com inspirações de lookinhos bem mágicos pra você usar e abusar nesse carnavalzão de 2019! kk

SOL & LUA

Lembra da fase unicórnio e sereia? Pois é, em 2019 eles foram substituídos pela duplinha Sol e Lua. Quer apostar quanto que você vai ver 300 meninas com essas fantasia no bloquinho (isso se você não for uma delas né, rs). Mas confesso que a ideia é bem bonitinha e fácil de fazer, o que torna tudo ainda mais atrativo, né?

 

SÓ UMA MAKEZINHA

Eu sou daquelas que o menos é mais, sempre! Se a grana tiver curta ou você estiver na preguiça de ficar caçando fantasia aposte na make! Carnaval = glitter! Taca o glitter na cara de um jeitinho diferenciado que você tá pronta! Olha na galeria, quanta opção amorzinho ❤

 

UM ACESSÓRIO E JÁ TÁ ÓTIMO

Outra ideia tudo.de.bom pra lookinho de carnaval é a famosa tiara customizada. Ela já deu as caras no carnaval de 2018 mas ainda meio tímida, já no carnaval 2019 é o acessório que maaaaaaais vai tá na cabeça do povo (eu mesma vou usar uma :x)!


E aí, te ajudei na inspiração? Me conta nos comentários qual a sua fantasia e quem quiser saber qual é a minha pergunta que eu respondo 😛

Beijos e até mais!

Labirinto – A Magia do Tempo (1986)

labirinto

Totalmente frustrada por ter que cuidar do irmão mais novo em mais um final de semana, a adolescente Sarah (Jennifer Connelly), que possui muita imaginação, acaba dando vida aos duendes personagens do seu livro favorito, Labirinto, para que eles sumam com o bebê. Mas, quando o pequeno Toby realmente desaparece, Sarah precisa ir atrás dele neste mundo de conto de fadas e tentar resgatá-lo das mãos do maldoso Rei dos Duendes (David Bowie). Protegendo o castelo, encontra-se o labirinto – um emaranhado de armadilhas repleto de estranhos personagens e perigos desconhecidos. Com o intuito de salvar Toby a tempo, Sarah terá que enganar o rei, ficando amiga dos duendes que o protegem, na esperança de que a fidelidade deles não passe apenas de uma ilusão, num lugar em que nada parece ser o que é.”

Me lembro de quando assisti a esse filme pela primeira vez. Devia ter uns 11, 12 anos. Encontrei ele por acaso enquanto zapeava com o controle remoto. Foi amor a prmeira vista.
O filme já havia começado, tinha uma garota nova, bonita, recitando trechos de um livro em um lugar cheio de natureza, tinha um cachorro, um bebê, uma casa legal… “ok. Não é terror, dá pra assistir” pensei.

Não sabia ainda o nome do filme – o que, se soubesse, daria uma pista enorme do que estaria por vir – mas assim que a história foi acontecendo tudo foi ficando mais claro, encantador e curioso.
Além de ter como um dos astros o cantor David Bowie, boa parte da trilha sonora do filme também pertencia a ele! (Eu era apaixonada por ele nesse filme.. tipo, amor platônico mesmo haha).

A ideia do filme me lembra muito a mesma ideia de  ‘Alice no País das Maravilhas’ (apenas a IDEIA, não o filme, ok?). Assim como em Alice, a personagem Sarah também vai parar em um mundo paralelo cheio de criaturas e seres fantásticos. Apesar de Alice não se passar em um labirinto, a ideia é quase a mesma, afinal as duas – Alice e Sarah – estão em um lugar desconhecido, buscando meios para se chegar em algum lugar – também desconhecido – e contando com a ajuda – ou não – de seres mágicos.
Tendo em vista de que Alice no País das Maravilhas é uma das obras mais lidas até os dias de hoje, sinal de que a fórmula funciona, vale muito a pena assistir ao filme Labirinto!

Percepções dessa espectadora à parte.. Labirinto é um filme muito conquistador. Te segura na cadeira, deixando-o cada vez mais curioso para saber o que vai aparecer atrás daquela curva, porta ou buraco escondido.
Os personagens são carismáticos e a atuação de Bowie está de primeira qualidade, dando vida e uma personalidade de matar ao Rei dos Duendes.

Minha mãe assistiu, a sua também deve ter assistido, agora a vez é sua:

ASSISTA ONLINE AQUI: LABIRINTO, A MAGIA DO TEMPO (1986)

Gênero: Fantasia
Diretor: Jim Henson
Ano de Lançamento: 1986
País de Origem: Reino Unido/Estados Unidos

Labirinto – A Magia do Tempo (1986)

labirinto

Totalmente frustrada por ter que cuidar do irmão mais novo em mais um final de semana, a adolescente Sarah (Jennifer Connelly), que possui muita imaginação, acaba dando vida aos duendes personagens do seu livro favorito, Labirinto, para que eles sumam com o bebê. Mas, quando o pequeno Toby realmente desaparece, Sarah precisa ir atrás dele neste mundo de conto de fadas e tentar resgatá-lo das mãos do maldoso Rei dos Duendes (David Bowie). Protegendo o castelo, encontra-se o labirinto – um emaranhado de armadilhas repleto de estranhos personagens e perigos desconhecidos. Com o intuito de salvar Toby a tempo, Sarah terá que enganar o rei, ficando amiga dos duendes que o protegem, na esperança de que a fidelidade deles não passe apenas de uma ilusão, num lugar em que nada parece ser o que é.”

Me lembro de quando assisti a esse filme pela primeira vez. Devia ter uns 11, 12 anos. Encontrei ele por acaso enquanto zapeava com o controle remoto. Foi amor a prmeira vista.
O filme já havia começado, tinha uma garota nova, bonita, recitando trechos de um livro em um lugar cheio de natureza, tinha um cachorro, um bebê, uma casa legal… “ok. Não é terror, dá pra assistir” pensei.

Não sabia ainda o nome do filme – o que, se soubesse, daria uma pista enorme do que estaria por vir – mas assim que a história foi acontecendo tudo foi ficando mais claro, encantador e curioso.
Além de ter como um dos astros o cantor David Bowie, boa parte da trilha sonora do filme também pertencia a ele! (Eu era apaixonada por ele nesse filme.. tipo, amor platônico mesmo haha).

A ideia do filme me lembra muito a mesma ideia de  ‘Alice no País das Maravilhas’ (apenas a IDEIA, não o filme, ok?). Assim como em Alice, a personagem Sarah também vai parar em um mundo paralelo cheio de criaturas e seres fantásticos. Apesar de Alice não se passar em um labirinto, a ideia é quase a mesma, afinal as duas – Alice e Sarah – estão em um lugar desconhecido, buscando meios para se chegar em algum lugar – também desconhecido – e contando com a ajuda – ou não – de seres mágicos.
Tendo em vista de que Alice no País das Maravilhas é uma das obras mais lidas até os dias de hoje, sinal de que a fórmula funciona, vale muito a pena assistir ao filme Labirinto!

Percepções dessa espectadora à parte.. Labirinto é um filme muito conquistador. Te segura na cadeira, deixando-o cada vez mais curioso para saber o que vai aparecer atrás daquela curva, porta ou buraco escondido.
Os personagens são carismáticos e a atuação de Bowie está de primeira qualidade, dando vida e uma personalidade de matar ao Rei dos Duendes.

Minha mãe assistiu, a sua também deve ter assistido, agora a vez é sua:

ASSISTA ONLINE AQUI: LABIRINTO, A MAGIA DO TEMPO (1986)

Gênero: Fantasia
Diretor: Jim Henson
Ano de Lançamento: 1986
País de Origem: Reino Unido/Estados Unidos